Canais de Rega
Impermeabilização de Canais de Rega
Dividiremos este assunto em três áreas de aplicação distintas:
a) Canais executados em solo compactado
b) Canais executados em betão
c) Reabilitação de canais de betão degradados.
Os trabalhos hidráulicos colectores e distribuidores de água para rega pelas suas características e dimensões terão de ser executados tendo como pressupostos baixos custos de construção e manutenção.
Este tipo de projectos, normalmente de grande dimensão, requerem estudos técnico económicos apurados de forma a satisfazer as necessidades de água das comunidades agrícolas e simultaneamente afectar criteriosamente recursos económicos normalmente escassos face à dimensão deste tipo de obras.
Com o intuito de corresponder com contributos técnico económicos ao atrás citado enunciaremos de seguida três tipos de situações onde a aplicação de materiais betuminosos se poderá revelar bastante vantajosa.
A introdução no processo de fabrico de um aditivo anti-raízes vai permitir que em serviço as raízes sejam pura e simplesmente repelidas evitando assim a degradação da membrana, do suporte de betão e respectivas juntas, assim como a deposição de plantas na superfície de escoamento do canal.
Esta membrana têm uma massa de 5Kg/ m2, é disponibilizada em rolos de 1 x 8 m e o seu nome comercial é POLYSTER 5OT Garden.
Estamos em presença de materiais ensaiados pelo LNEC – Laboratório de Engenharia Civil – para os quais este organismo emitiu o Documento de Aplicação – DA 68.
Enunciaremos de seguida as principais vantagens destes materiais:
– Resistência ao efeito das raízes e demais vegetação.
– Ausência de degradação física e mecânica devida a agentes atmosféricos – Resistência às variações de temperatura e aos raios ultra violetas.
– A massa de 5Kg/m2 permite a aplicação em suportes irregulares e inclusivamente sobre o solo apresentando boa resistência mecânica às solicitações / esforços a que estará sujeita.
– Fácil reparar qualquer dano bastando para tal aplicar uma peça do mesmo material através da chama de maçarico.
– Fácil aplicação uma vez que a membrana é aplicada directamente sobre a espalda e fundo existentes do canal.
– Possibilidade de colocação deste tipo de materiais directamente sobre o solo não havendo por isso necessidade de executar estruturas de betão.

a) Canais de rega executados em solos compactados
A questão mais importante a considerar será a de analisar as características do solo no sentido de garantir níveis óptimos de compactação.
É também recomendável remover as pedras existentes no solo de forma a evitar efeitos de punçoamento nas membranas betuminosas quando sujeitas à carga hidráulica.
No sentido de evitar percas recomenda-se o corte da membrana no comprimento igual à largura do canal.
Dever-se-á considerar uma distância de 15cm de sobreposição relativamente à junta de soldadura entre membranas.
Nos bordos superiores das espaldas a membrana será fixada por valas (0.50×0.50 m) devidamente preenchidas e compactadas.

b) Canais de rega executados em betão
Como medida preventiva no sentido de aumentar a longevidade de serviço dos canais executados em betão, a impermeabilização na fase de construção deste tipo de obras poder-se-á revelar bastante vantajosa
– Protecção da estrutura de betão.
– Combate efectivo à acção das raízes, nomeadamente ao nível das juntas.
– Não deposição de plantas e vegetação na superfície de betão aumentando assim a capacidade de vazão dos canais.
Desta forma e muito embora se introduza um custo inicial relativo à aplicação das membranas betuminosas, consegue-se garantir uma melhor eficácia de funcionamento e de certa forma retardar trabalhos futuros de manutenção.

c) Reabilitação de canais de rega degradados
Os principais factores responsáveis pela degradação de canais de rega são
– Deficiente compactação dos solos e subsequente sujeição da estrutura de betão a movimentos e assentamentos.
– Acção das raízes e demais vegetação.
– Deficiente ou inexistente sistema de drenagem.
A reabilitação de canais degradados com recurso à aplicação de membranas betuminosas revela-se como uma solução de relativo baixo custo de execução e manutenção.
Enunciam-se a seguir as características mais importantes deste tipo de solução
– Impermeabilizante de forma a evitar perdas de água.
– Duradoura no tempo de forma a evitar a necessidade de nova impermeabilização no curto ou médio prazo.
– De baixo custo, enquadrando-se abaixo dos preços de outras soluções existentes.
– Cumprindo por excesso o Documento de Aplicação DA 68.
– De fácil aplicação uma vez que a membrana é colocada directamente sobre a espalda e fundo existentes, não necessitando de qualquer tipo de protecção devido à sua resistência aos raios ultra violetas.
– Com características técnicas devidamente testadas e ensaiadas em laboratório e comprovadas em obra, nomeadamente de resistência à tracção e rasgamento assim como ao punçoamento estático e dinâmico e ainda resistência ao envelhecimento e abrasão.
– Acção anti-raízes que funcionando como repelente se torna particularmente importante nas juntas, evitando a degradação das mesmas, melhorando também os caudais de escoamento por evitar a fixação de plantas na superfície dos canais.

canais_1     canais_2     canais_3