Os movimentos de um corpo em vibração, o funcionamento de aparelhos de rádio e televisão, os escoamentos de gases, etc., dão lugar a perturbações na atmosfera envolvente. Estas perturbações traduzem-se por contrações e dilatações de volumes de ar elementares, correspondendo-lhes respectivamente:
– uma alteração de pressão, que em repouso é a pressão atmosférica P0
– um movimento vibratório das partículas de ar

Propagando-se e atingindo o percepiente, estas perturbações impressionam o tímpano e em consequência o sistema de audição humano. Assim sendo, e em certas condições, está-se na presença de um som.

som no ar

Para um determinado ponto A, a pressão total resultante corresponde à soma da pressão atmosférica P com a pressão devida às perturbações referidas, sendo designada por P(t). Nesta circunstância, define-se pressão sonora, P(t), a qual é função do tempo, t, a grandeza.

som2